Prefeitura intensifica manutenção de estradas vicinais na zona rural de Estreito

sexta-feira, 22 de outubro de 2021


A Prefeitura de Estreito, através Secretaria de Municipal de Infraestrutura, intensifica as ações de manutenção das estradas vicinais na zona rural do município. Objetivo é atender as demandas do homem do campo.

Equipes da prefeitura estão com frentes de serviço na região da Tranqueira, próximo ao assentamento Bom Jesus, e também, na região do assentamento Braço Forte. Ação inclui melhoramento das estradas vicinais que ligam os assentamentos à cidade.

“O compromisso da nossa gestão é recuperar todas as estradas vicinais, para garantir o direito de ir e vir dos moradores da zona rural à sede do município, garantindo assim a escoação da agricultura familiar”, disse o prefeito Léo Cunha.



Forte chuva deixa ruas e casas alagadas em vários bairros de Imperatriz


Uma forte chuva atinge a cidade de Imperatriz desde o início da manhã desta sexta-feira (22). Alguns pontos ficaram alagados, causando transtornos aos moradores, motoristas e pedestres.

Segundo o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), a média do acumulado de chuva nas últimas seis horas em Imperatriz é de 59.15 mm.

Nas redes sociais vários pontos de alagamentos foram divulgados por meio de vídeos gravados por moradores demonstrando o estado que se encontravam as ruas e casas da cidade.

Com patrulhas agrícolas, Prefeitura de Estreito fortalece produção rural

quinta-feira, 21 de outubro de 2021


Visando incentivar e fortalecer a agricultura familiar, a Prefeitura de Estreito, na gestão do prefeito Léo Cunha, tem disponibilizado patrulhas agrícolas, para atender os produtores rurais, de forma gratuita, feito nunca antes visto em gestões anteriores.

A ação, executada pela Secretaria de Agricultura, atende com assistência técnica e gerencial, principalmente os pequenos produtores. São várias patrulhas trabalhando por todo o município para aradar o solo, e uma equipe técnica que acompanha todo o trabalho.

Objetivo é fomentar aumentar a agricultura familiar. A valorização do prefeito Léo Cunha para com o homem do campo é comemorada por cada produtor, que faz questão de parabenizar o gestor.

“Quero agradecer o prefeito Léo Cunha pela contribuição, que mandou o trator para nosso assentamento. São vários produtores beneficiados”, comemora um produtor rural do assentamento Braço Forte.

“Obrigado, prefeito, você prometeu mandar uma máquina aqui pro Brejo da Ilha e cumpriu, muito obrigado”, agradeceu outro produtor.

Audiência Pública proporciona debate para esclarecimentos sobre criação da Superintendência Municipal de Saneamento Básico


Conforme divulgado em aviso de pauta, nesta quinta-feira, 21, a Câmara Municipal de Imperatriz realizou uma Audiência Pública para tratar sobre o Projeto de Lei encaminhado pelo Poder Executivo, no 017/2021 e que visa a criação da Superintendência Municipal de Saneamento Básico em Imperatriz. A audiência foi conduzida pela Comissão Permanente de Constituição e Justiça (CCJ) responsável pela relatoria do projeto e contou com a presença dos representantes da Prefeitura de Imperatriz, da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA) e dos representantes das associações de bairros da cidade.

O presidente da CCJ, Fábio Hernandez (PP), destacou a importância da audiência pública e a oportunidade que todos tiveram para tomar conhecimento, pelas explicações dos integrantes da administração direta do município, sobre o que se pretende com a criação da Superintendência Municipal de Saneamento Básico.

“Foi uma audiência pública muito proveitosa para que todos tomassem conhecimento sobre as pautas que envolvem a criação da superintendência, como as questões do Marco Legal de Saneamento, de drenagem e tratamento da água. Se vale a pena a quebra de contrato, como ficarão os servidores. A superintendência municipal irá resolver os problemas de abastecimento de água? Enfim, obtemos informações de grande valia para embasar a comissão de justiça na produção do parecer”, afirmou o presidente da CCJ que ainda pediu união entre município e estado para a busca de melhorias na cidade.

O secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Zigomar Filho, esteve presente na audiência e explicou sobre a iniciativa da Prefeitura de Imperatriz em criar a Superintendência e salientou que busca atender demandas do Pacto Federativo do Saneamento, exigidas desde a aprovação do Marco do Saneamento Básico no Congresso Nacional e de responsabilidade de cada município.

De acordo com o secretário, para atender as questões é preciso o município ter um departamento específico para “planejar, buscar parcerias e buscar investimentos que possam estudar a bacia hidrográfica da cidade e trabalhar num projeto efetivo para a cidade” e respondeu aos questionamentos dos parlamentares quanto a possível privatização da água na cidade.

“Temos um problema histórico em Imperatriz que é a falta de abastecimento de água em diversos bairros e a presença da população é importante aqui pra firmar o que estamos falando. Precisamos resolver definitivamente isso. Aqui a concessão é da CAEMA que realiza esse serviço. Esse projeto de Lei que está sendo debatido é para que possamos ter uma futura estrutura administrativa para cuidar dos contratos existentes e dificuldades que temos hoje com a CAEMA, não se trata de privatização, a criação não terá custos para a cidade”, explicou o secretário que também afirmou ter dificuldades para obter respostas da empresa para elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico da cidade.

Rosa Arruda, secretária de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, participou e, também, se manifestou durante a audiência, reafirmando a necessidade de um Plano de Saneamento Básico para que a população tenha a certeza que outras gerações não irão sofrer com os problemas que, atualmente, são frequentes na história da cidade.

“O abastecimento de água é uma grande dificuldade que temos na cidade e o que queremos aqui é criar soluções e mecanismos para termos ferramentas para fiscalizar de maneira mais efetiva e resolver os problemas que temos hoje no município”, afirmou Rosa.

O secretário de Agricultura, Raimundo Roma, lembrou que os tributos arrecadados, atualmente, no pagamento da conta de água são divididos entre diversos outros municípios e defendeu que “os tributos que são arrecadados em Imperatriz continuem na cidade, para serem investidos na região”.

“Precisamos cuidar melhor do nosso esgoto e o principal, do nosso Rio Tocantins. Economicamente é viável essa proposta e, só assim, poderemos levar água de qualidade para todos os bairros e povoados. Será a salvação da nossa sociedade. Daqui alguns dias vem outra equipe, mas eles terão recursos para cuidar da nossa água, do nosso esgoto e dos nossos rios. Estamos discutindo sobre a oportunidade de administrar o recurso que chega na nossa cidade para atender à necessidade do nosso povo. É bom para cidade, é bom para as futuras gerações”, afirmou Roma.

Foi aberto espaço para o diretor regional da Caema, Adonilson Lima, para manifestação sobre o projeto em pauta e, na oportunidade, esclareceu sobre questionamentos feitos por vereadores e pela própria Prefeitura sobre pontos delicados da prestação do serviço na cidade.

“A Caema sempre contribuiu e lutou para continuar melhorando nossa prestação de serviços de saneamento, ampliando a rede de abastecimento para oferecer água para todos. Se ocorrer um processo de privatização da Caema, tememos pelo valor que será cobrado para o povo e, por isso, estamos aqui para defender que a empresa continue sendo pública”, afirmou Adonilson.

Célio Henrique, secretário de Articulação Política, reforçou a dificuldade em obter respostas dos ofícios enviados para a CAEMA e a necessidade do retorno dos esclarecimentos solicitados para a conclusão do Plano Municipal de Saneamento. Segundo o secretário é fundamental deixar “partidos e as ideologias de lado“ para avançar em soluções que influenciam na saúde da população.

“Não é mais possível ficarmos aparecendo de forma negativa na imprensa com índices de hanseníase elevados devido a falta de esgoto na cidade. Precisamos de resultados positivos para melhorar o abastecimento de água e queremos receber o plano de metas e investimentos da Caema para os próximos 10 anos para buscarmos soluções concretas para a cidade”, afirmou Célio.

Vereadores

Todos os vereadores presentes no plenário aproveitaram a audiência para esclarecer dúvidas quanto ao projeto de criação da Superintendência antes da votação do projeto na Casa e, também, aproveitaram para cobrar por respostas e melhorias na prestação de serviço de água e esgoto na cidade.

“Estamos entre a cruz e o punhal, a CAEMA tem problemas muito grandes, esgoto a céu aberto, falta de saneamento, e deficiência no fornecimento, mas o governo municipal também nos deixa preocupados sobre a quebra de contrato e a inclusão de uma nova empresa. Precisamos de clareza e entender com irá funcionar essa superintendência. Para mim parece que estão colocando a carroça na frente dos bois”, alertou Ricardo Seidel (PSD).

O vereador Carlos Hermes (PCdoB) manifestou preocupação com a criação de cargos que podem trazer ainda mais despesas aos cofres públicos e pontuou a falta de transparência e informações no projeto.

“A CAEMA é muito atacada, mas o que estão é fazendo são manobras para parecer que a situação é pior que a realidade. Nunca houveram tantos investimentos como agora, e precisamos trazer essas verdades através de debates francos. O que estão passando para a cidade é que irão privatizar e resolver todos os problemas, e isso é uma grande mentira. O pano de fundo é o dobro do valor da cobrança, onerando ainda mais o bolso do Imperatrizense”, explicou.

O vereador Chiquim da Diferro (DEM) defendeu a municipalização da Caema, para que os tributos arrecadados permaneçam na cidade e não sejam distribuídos para outros municípios e lamentou a politicagem em cima do tema.

“São Luís busca água a 77km de distância, aqui temos o rio e a CAEMA não dá conta de atender os bairros. Essa luta não é de agora. O problema é que a empresa é falida. Arrecada em Imperatriz, leva para a capital e não traz nada de volta. Esse é o motivo de estarmos nesta situação. O que falta é respeito com o povo de Imperatriz. Isso vem de vários governadores, o que faltam são recursos investidos na cidade e só se resolverá com a municipalização”, afirmou Chiquim.

Já o vereador Flamarion Amaral (PCdoB) lastimou a falta de diálogo entre a gestão municipal e estadual e enfatizou que a decisão de privatizar será decidida pelo plenário.

“Não estou aqui para defender CAEMA ou prefeitura, e sim defender a população que está sem água. Conheço os lados positivos e negativos da empresa. Lamento a falta de alinhamento da gestão municipal e da estadual. Sou a favor de que sejam resolvidos os problemas de esgoto, de saneamento e distribuição, mas fazem reuniões as escondidas e querem que eu vote a favor disso. Querem privatizar a saúde, a água, já privatizaram as ruas, o que falta mais?”, questionou o parlamentar.

Membro da CCJ, o vereador Adhemar Freitas Junior (SDD) manifestou satisfação pelo expressivo número de secretários na Casa para discutir o assunto e enfatizou a importância da audiência para esclarecimentos e dar embasamento para os membros da comissão elaborarem o parecer técnico.

“O tema é intrigante e a sociedade precisa participar do que é diretamente relacionado ao futuro de Imperatriz, sobre abastecimento de água e esgotamento sanitário. Precisamos avançar muito e, a partir desta audiência, encontremos soluções reais. Viabilidades técnicas do que uma superintendência vai proporcionar para a cidade. Não podemos tomar uma decisão de tamanha importância sem saber os detalhes. As dificuldades de abastecimento e tratamento de água são muito superiores para a simples municipalização resolver, por isso precisamos de todas as explicações para votarmos de forma segura”, adiantou Adhemar.

Aurélio Gomes (PT) colocou em dúvida os verdadeiros motivos da criação da superintendência, reforçou a necessidade de melhorias na prestação de serviço, mas reforçou ser contrário as mudanças que buscam privatizar a Caema.

“Querem criar uma superintendência, mas até agora não entendi a criação dessa entidade. A CAEMA tem um contrato com a prefeitura e esse projeto é só um pano de fundo para desviar a atenção dos outros problemas. A empresa de águas apesar de precisar melhorar, presta um grande serviço para a cidade. Se privatizar vamos pagar o dobro e a água não vai chegar. É o que acontece em todos os lugares que foi terceirizado. Onde não dá lucro a água não chega. Agora não é momento de aumentar contas e sim do executivo se preocupar com saúde, infraestrutura e educação. Torço para que o prefeito dê certo, mas são muitos erros, muito recurso e a cidade não avança. Em todos os setores é só dificuldade”, explicou o vereador ao apresentar seu posicionamento.

Alex Silva (PL) fez questão de dizer que sempre recebeu um bom atendimento por parte da diretoria da Caema, mas que por não compreender algumas dificuldades na prestação de serviço acredita que o projeto do Executivo será uma solução para os problemas que a população enfrenta.

“No Colinas Park a empresa de água é terceirizada, se paga R$ 30 reais e não falta água, já no Nova vitória é gerido pela CAEMA, custa R$ 50 reais e falta constantemente. O povo precisa do líquido precioso e o que for preciso para que eu consiga melhorias para àqueles que me deram a oportunidade e confiança para estar aqui, eu vou fazer. Se é pela prefeitura, pelo governo do estado ou por terceirização, não importa, vou lutar pelo que é melhor para o coletivo e estarei sempre ao lado do povo”, justificou o vereador.

O vereador Rogério Avelino (DEM) ao relatar os problemas que a população enfrenta no abastecimento de água, cobrou por parte da empresa a apresentação de um plano com metas e projetos futuros.

“Se a CAEMA tem algum plano para melhorar o fornecimento de água no município que mostre isso, pois hoje é péssima a prestação de serviço e há décadas jogam esgoto no rio. A CAEMA já funciona terceirizada com as empresas de cortes e cobranças, mas é omitido por quem é do governo do estado”, lembrou o vereador.

“Quando entendemos a necessidade e a verdade do que as pessoas vivem é que sabemos como as coisas são. O meio ambiente que é agredido initerruptamente deve ser analisado para que não tomemos a decisão errada. 75% da cidade não tem esgoto e isso deve ser resolvido. O rio está clamando e é sobre isso que devemos discutir, sem interesses, sem cabo de guerra e sem politicagem”, opinou a vereadora Cláudia Batista (PTB).

“A prefeitura já arrecada muito e não traz resultados para a cidade. Quem vai aprovar esse projeto ou não, somos nós vereadores, os representantes do povo, mas nenhum foi convidado pela prefeitura para discutir esse projeto, nem os da base. Discussão de CAEMA é antiga, mas a prefeitura só pensa em arrecadar. Quanto é arrecadado na zona azul, de IPTU, multas na SETRAN. Só se pensa em arrecadação, sem retorno para a municipalidade. A cidade está cheia de superintendências e não trazem nada de bom para Imperatriz”, afirmou Bebé Taxista (AVANTE).

O vereador Wanderson Manchinha (PSB) confirmou que, após o debate e análise do projeto, compreendeu que realmente não está sendo criado cargos com a criação proposta, o que não trará gastos para os cofres públicos, mas questionou se a superintendência será a solução para os problemas.

“Representantes da prefeitura falaram muito aqui que a CAEMA não responde ofícios, mas o município também não responde nada que os vereadores pedem. As pessoas não acreditam que teremos uma água de qualidade, pois hoje não temos remédio no Socorrão, nem coleta de lixo boa, nem asfalto descente mesmo possuindo uma usina de asfalto e, agora querem convencer que teremos resolvido o problema da água e isso é contraditório demais. Querem privatizar o abastecimento assim como querem privatizar o Hospital Municipal”, disse o vereador.

No intuito de garantir a participação de toda a sociedade, a audiência foi transmitida Ao Vivo pelo Youtube da Casa e pode ser acessada na íntegra no Canal da Casa para a população que não esteve no plenário e pretende saber mais detalhes sobre o debate.

Polícia Militar fecha boca de fumo em Bom Jesus das Selvas


A polícia militar prendeu três pessoas nesta quinta-feira (21), acusados de tráfico e drogas e posse ilegal de arma de fogo, no Centro de Bom Jesus das Selvas.

A prisão em flagrante aconteceu na Rua 7 de Setembro, em uma residência onde funcionava o pontos e venda de drogas. Os soldados Leonardo, Rannol e Guimarães, avistaram um indivíduo em atitude suspeita e constatou que estaria comprando entorpecentes. Ao ser abordado confessou e os policiais prenderam um casal que seriam proprietários da boca de fumo, além de apreender drogas, vários celulares, uma quantia em dinheiro e arma de fabricação caseira.

O trio foi conduzido e apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Bom Jesus das Selvas para os procedimentos cabíveis.

Noite Evangélica marca início das programações do Aniversário pelos 68 anos de Amarante do Maranhão


Pregações, louvor com cantores locais e show da Banda Som & Louvor, marcaram o início das festividades em comemoração pelos 68 anos de Emancipação Política de Amarante do Maranhão. Evento aconteceu na noite desta quarta-feira (20), no Parque de Vaquejada Luís Franco.

O prefeito Vanderly, juntamente com a primeira-dama, Feliciana Machado, vice-prefeita, Cleiva Silva, vereadores e secretários municipais prestigiaram o evento, aproveitando também para visitarem o Stand da Cultura, espaço da Prefeitura localizado dentro do parque.

“Começamos as festividades de aniversário do nosso município da melhor forma, louvando e agradecendo a Deus, porque é graças a permissão dele que chegamos até aqui. Espero que nossos amigos evangélicos tenham aproveitado essa noite feita com todo carinho para eles”, disse o prefeito Vanderly.

Vale lembrar que a programação do aniversário da cidade contempla também a programação da XXVI Vaquejada de Amarante do Maranhão, que tem o apoio do Governo Municipal.

Prefeito Léo Cunha discute melhorias no setor de turismo em Estreito

quarta-feira, 20 de outubro de 2021


Nesta quarta-feira, 20, o prefeito de Estreito, Léo Cunha, se reuniu com entidades ligadas ao setor de turismo para debater melhorais para o setor em Estreito. A iniciativa tem como finalidade discutir ações para a retomada das atividades no setor turístico.

Participaram da reunião diversos segmentos como: ABEMA, Associação dos Barqueiros de Estreito, Associação do Município, e Associação da Praia da Cigana. Cada entidade firmou compromisso no sentido de melhorias, via estado e município.

“Objetivo da reunião foi conhecer as necessidades do município no âmbito do turismo, para firmar parcerias que visem melhorar as estruturas de recebimento ao turista em nosso município”, destacou o prefeito.

Ainda durante o encontro, foi anunciada a vinda da Caravana Mais Turismo, que trará capacitações em diversas áreas. “Firmamos compromisso com a SETUR para estar mais presente nas atividades, e ações do município”, ressaltou a secretária de Turismo, Tais Bueno.

Eliziane destaca trabalho na CPI mesmo sem espaço às mulheres


A senadora maranhense Eliziane Gama (Cidadania) lamentou que nenhuma mulher tenha participado como titular ou suplente da CPI da Pandemia e defendeu maior representatividade da mulher na política.

Ainda assim, Eliziane lembrou que conquistou o seu espaço e acabou dando contribuição importante à CPI.

“A CPI da Covid entrou na reta final. Não tivemos vaga como titular ou suplente, nosso lugar foi conquistado com luta, exatamente como ocorre com todas as mulheres na sociedade. Os resultados mostram que as mulheres não podem mais ser alijadas de exercer sua representatividade”, afirmou.

Eliziane destacou ainda que teve o seu nome citado 35 vezes e que contribuiu em 47 páginas do relatório apresentado hoje pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL))

“Mesmo sem vaga formal na CPI, nosso nome foi citado 35 vezes e 47 páginas designadas para nossa contribuição no relatório final da CPI. Durante 6 meses, mostramos negligências, casos de corrupção. A CPI lançou luz sobre um dos momentos mais tristes de nossa história”, finalizou Eliziane.

Abono para educação é debatido em plenário da Câmara Municipal de Imperatriz

Na 24­a Sessão Plenária do ano, nesta quarta-feira, 20, os vereadores repercutiram sobre o Projeto de Lei do Executivo, no 028/2021, que trata sobre o abono excepcional aos servidores da educação anunciado na volta às aulas, no valor de R$6 mil reais e protocolado na Casa. O plenário contou com a presença de servidores do município que solicitaram espaço para manifestação sobre o projeto e, aprovado pelos parlamentares, foi aberta uma Tribuna Popular para ampliação da pauta.

O debate sobre o tema já tinha sido iniciado com a aprovação da indicação do vereador Fábio Hernandez (PP), que estende o benefício para vigias, zeladores e merendeiros que não estão incluídos no projeto. Com aprovação do plenário, foi aberta Tribuna Popular para que os representantes dos profissionais presentes explicassem e defendessem a ampliação do abono para outras categorias.

“Com esta indicação queremos sensibilizar o executivo, para que os não contemplados possam também ser incluídos neste abono. Esses trabalhadores também ajudam a fazer educação nas escolas. Se a gestão quiser, eles podem ser incluídos. Pedimos humildemente que esta sugestão possa avançar com o apoio dos colegas parlamentares e, assim, esses profissionais possam ter um fim de ano com um natal melhor nesta saída da pandemia”, disse o vereador Fábio.

As representantes da educação, Leonice Santana e Raimunda Silva, auxiliares de alimentação e manutenção explicaram para os vereadores que desde o inicio da pandemia atuaram na linha de frente e afirmaram que “a educação não se faz só com professores, é algo coletivo”.

“Auxiliamos a todos os outros profissionais, mas não nos dão o merecido reconhecimento. Queremos ter pelo menos um pouco de valorização e participar dos programas que vem da educação, pois também fazemos parte dela. Somos um dos pilares das escolas. Agrademos o espaço e esperamos que os vereadores lutem por essa causa”, relataram Leonice e Raimunda.

Bebé Taxista, (AVANTE), Ricardo Seidel (PSD), Flamarion Amaral (PCdoB), Jhony Pan (PL), Manchinha (PSB), Aurélio Gomes (PT) e Rubinho (PTB), também se manifestaram no debate e classificaram a matéria como prioridade a ampliação do abono.

Diversas outras indicações também foram aprovadas e pedem por mais melhorias no asfalto, esgoto, drenagem, limpeza de córregos e construção de pontes nos bairros: Santa Inês, Parque Sanharol, Santa Rita, Nova Imperatriz, Vila João Castelo, Maranhão Novo e no Povoado Riacho do Meio.

Energia Solar

O vereador Flamarion Amaral (PCdoB) protocolou um Projeto de Lei que dispõe sobre financiamento e aquisição facilitada do sistema de energia solar fotovoltaica para servidores públicos de Imperatriz. De acordo com o projeto, o objetivo é proporcionar de forma facilitada o pagamento consignado em folha, além de contribuir para a sustentabilidade econômica e social, respeitando o meio ambiente. O projeto ainda destaca a elevada capacidade de Imperatriz na geração de energia solar fotovoltaica que contribui para a geração de energia limpa, de qualidade e sustentável.

Prefeito Léo Cunha se reúne com deputado Zé Carlos para discutir emendas para Estreito


O prefeito de Estreito, Léo Cunha, recebeu no último domingo, 17, em sua residência, o Deputado Federal, Zé Carlos, (PT/MQ), ocasião em que discutiu sobre diversos assuntos referente as comunidades rurais do município. O vereador de Imperatriz Aurélio (PT) também estava presente.

Foram tratados sobre a realização do bloqueteamento nos P.A's, a ativação do frigorífico de peixe, entre outros assuntos que visam melhorar a qualidade de vida das famílias estreitenses. “Essa parceria com o Deputado Zé Carlos, com certeza vai gerar mais oportunidade de emprego a população de Estreito”, afirmou o prefeito.

Durante o encontro, o prefeito Léo Cunha, em companhia dos vereadores da Câmara Municipal, fez ainda a solicitação de novas aquisições de tratores e maquinários para auxiliar principalmente os nossos produtores da área rural.

Justiça manda soltar outra vez advogado indiciado no assassinato do médico Bruno Calaça, em Imperatriz

terça-feira, 19 de outubro de 2021


O advogado Ricardo Barbalho, indiciado no assassinato do médico Bruno Calaça por ameaça e lesão corporal que resultou na morte da vítima, foi solto na terça-feira (19), por decisão do juiz Marco Antônio, da 2 Vara Criminal de Imperatriz. A defesa de Ricardo informou que pediu a soltura por falta de elementos para sustentar a prisão preventiva e conseguiu a liberdade do acusado condicionada a medidas cautelares, entre elas o uso de tornozeleira eletrônica e a permanência dele na cidade.

Outros dois indiciados no caso são o policial militar Adonias Sadda, que continua preso por atirar contra o médico, e o empresário Waldex Cardoso, que também aparece na cena do crime.

Bruno Calaça foi assassinado em uma boate de Imperatriz no dia 26 de julho. O advogado Ricardo Barbalho já havia sido solto em agosto e foi novamente preso no mês passado, a pedido do Ministério Público.

Casal é preso suspeito de furto mediante fraude em Imperatriz


Um homem e uma mulher foram presos temporariamente, na última terça-feira (19), pela Polícia Civil do Maranhão, por suspeita do crime de furto mediante fraude na cidade de Imperatriz. As duas prisões foram executadas por investigadores do Grupo de Pronto Emprego (GPE) da 10ª Delegacia Regional de Imperatriz.

Segundo o delegado regional, Alex Coelho, o homem é apontado como um dos responsáveis por alugar carros que estavam sendo utilizados em roubos a cargas em diversos Estados. A representação da prisão temporária foi pleiteada com o intuito de angariar ainda mais elementos de prova para subsidiar a acusação.

A polícia descobriu ainda que a mulher, em associação com outras pessoas, alugava carros em seu próprio nome e em nomes de terceiros para que os automóveis fossem utilizados para a prática criminosa de roubo a cargas em diversos Estados.

Nos dois casos, os presos foram apresentados na sede da delegacia regional para prestar mais esclarecimentos, sendo posteriormente levados à uma unidade prisional da região tocantina onde deve aguardar um parecer do judiciário.
SAIBA MAIS

Chega na Câmara municipal PL sobre abono de 6 mil reais aos servidores educação de Imperatriz

Nesta manhã de terça-feira, 19, o secretário de educação de Imperatriz, José Antônio Silva Pereira, esteve na Câmara Municipal de Imperatriz para realizar a entrega do Projeto de Lei 028/2021 que trata sobre o abono excepcional aos servidores efetivos da educação anunciado pelo prefeito Assis Ramos na volta às aulas presenciais. O presidente do poder legislativo, Alberto Sousa (PDT), ao receber o projeto, imediatamente encaminhou para o protocolo da Casa e comunicou que irá "dar celeridade para discussão e votação em plenário para votação o mais breve possível".

O projeto que já era aguardado pelos parlamentares, autoriza o poder executivo a conceder abono excepcional aos servidores em efetivo serviço na rede municipal de ensino básico no valor de R$6 mil reais, pago em quatro parcelas. As categorias que serão beneficiadas pelo projeto são: professor, supervisor, orientador, pedagogo, assistente social, nutricionista, psicopedagogo, psicólogo, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, técnico em administração, auxiliar do magistério, técnico em informática, intérprete e instrutor de Libras.

De acordo com a justificativa do projeto, o abono será concedido em reconhecimento aos relevantes serviços prestados e como incentivo à atuação dos profissionais da rede municipal de educação básica diante do quadro da pandemia da Covid-19. O benefício instituído não poderá ser incorporado à remuneração do servidor e nem ser considerado para efeito do pagamento do 13º salário e férias.

Prefeitura de Amarante do Maranhão participa de oficina para planejamento de ações de saúde


Nesta segunda-feira (18), a Secretaria Municipal de Amarante, participou da primeira edição da OFICINA PARA PLANEJAMENTO DE AÇÕES DE SAÚDE NA MACRORREGIÃO SUL DO MARANHÃO, denominada, Oficina Macrorregional de Parametrização do Planejamento Regional Integrado (PRI).

O evento, realizado nos dias 18 e 19, teve como público-alvo gestores municipais da Macrorregião Sul. O objetivo é realizar o planejamento das ações de saúde na região.

"A oficina é importante pois as ações se tornam regionalizadas, uma vez que se leva em consideração a situação local de cada região, suas principais demandas, necessidades e especificidades.”, explicou Dr. Wesley Garcia, Secretário de Saúde de Amarante do Maranhão.

Estiveram presentes juntamento com o Secretário Dr. Wesley Garcia, o Coordenador de planejamento, Gabriel Fernandes e o assessor especial, Paulo Vitor.

Prefeitura de Estreito realiza festa das crianças na zona rural do município

segunda-feira, 18 de outubro de 2021


Após realizar a maior festa das crianças na sede de Estreito, o prefeito da cidade, Léo Cunha, privilegiou também a criançada da zona rural. Foi a primeira vez na história do município que a área rural foi contemplada com celebração das crianças.

A programação foi realizada pela Secretaria de Assistência Social e apoio da Secretaria de Educação. Evento contou com brincadeiras, músicas infantis, pipocas, algodões-doces, cachorros-quentes e refrigerantes, além de sorteio de bicicletas, bolas e brindes surpresas.


As comemorações alusivas ao Dia das Crianças tiveram início no dia 12 de outubro, com grande festa na sede e se estenderam por toda a semana, na área rural. Receberam a programação da prefeitura, as regiões do Brejo da Ilha, Braço Forte, Serafim, Altamira, Bom Jesus Sol Nascente e Luiz Rocha.

“Temos olhado com muito carinho e atenção para a zona rural do nosso município, por isso, decidimos contemplar, também, as crianças da área rural com esta celebração histórica, nunca antes feita”, destacou o prefeito Léo Cunha.







Senado aprova parecer de Eliziane que beneficia servidores do SUS

sábado, 16 de outubro de 2021


O Plenário do Senado aprovou parecer da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) favorável ao Projeto de Lei 2.753/2021, que garante o repasse integral dos valores financeiros a prestadores de serviços de saúde, que por causa da grande demanda da pandemia da Covid-19 foram desobrigados de cumprir metas qualitativas e quantitativas previstas em contrato com o SUS.

De autoria do senador licenciado José Serra (PSDB-SP), o projeto será encaminhado à apreciação da Câmara dos Deputados.

Na apresentação do voto, Eliziane disse que a aprovação da vai corrigir o vácuo na Lei 14.189/2021, que prorrogou a suspensão de cumprimento de metas até 31 de dezembro deste ano, mas que deixou de prever o repasse de recursos..

“Este projeto repõe o termo que garantia a manutenção dos repasses financeiros na sua integralidade aos prestadores de serviços de saúde, que precisam de recursos para continuar atendendo à população”, explicou a parlamentar, ao destacar a importância da iniciativa.

A medida beneficia os hospitais filantrópicos, Santas Casas, clínicas de hemodiálise e outros prestadores de serviços de saúde.

Zé da Mundoca realiza ação social no dia das crianças em João Lisboa

sexta-feira, 15 de outubro de 2021


O líder comunitário Zé da Mundoca realizou uma grande ação social em comemoração ao dia das crianças. O evento aconteceu na Chácara da Mundoca, no bairro Cidade Nova, em João Lisboa.

Já virou tradição o evento organizado pelo Zé da Mundoca que por vários anos consecutivos vem realizando ações sociais para crianças e famílias carentes no município.

Durante o evento ele distribuiu brinquedos, lanches, algodão doce, além de muitas brincadeiras saudáveis para a criançada.






Indicações de vereadores nos bairros são aprovadas e projeto é sancionado pelo Prefeito de Imperatriz

quinta-feira, 14 de outubro de 2021


Na manhã desta quinta-feira, 14, os vereadores discutiram sobre diversas indicações apresentadas pelos parlamentares do Poder Legislativo e que visam melhorias na cidade, além de ter sido anunciada a nova Lei 1.874/2021, sancionada pelo prefeito Assis Ramos, e que torna obrigatória a distribuição de absorventes em escolas do Município de Imperatriz. A adequação na pista de skate da Praça Mané Garrincha foi uma das indicações aprovadas na sessão, de autoria do vereador Aurélio Gomes (PT) ao Governo do Estado, para que possa atender as necessidades dos desportistas que a utilizam para treino, como é o caso da Fadinha, Rayssa Leal, medalhista Olímpica, e que postou em rede social no começo do mês, uma ação com outros skatistas tapando buracos no local.

Os vereadores Chiquim da Diferro (DEM), Jhony Pan (PL), Rogério Avelino (DEM), Adhemar Freitas Jr (SDD), Alex Silva (PL) e Zesiel Ribeiro (PSDB), tiveram aprovadas indicações de asfaltamentos com meios-fios, sarjetas e drenagens ou bloqueteamento, respectivamente no bairro Vila Mariana, Parque das Estrelas, Vila Jardim, no bairro da Caema, na Vila Vitória e Vila Nova.

Bebé Taxista (AVANTE) requereu a oficialização ao DNIT da solicitação de construção de uma passarela suspensa sobre a BR-010 em frente ao shopping Imperial, para evitar futuros acidentes e perdas de vidas, como o dramático atropelamento no final de setembro de uma mãe com uma criança de 01 ano, Maria Isis que não resistiu e morreu no local. Já a vereador Cláudia Batista (PTB) requisitou a limpeza do Riacho Bacuri, entre os bairros João Castelo e Vila Mutirão, para evitar as possibilidades de alagamentos no período de inverno que se aproxima.

Na Ordem do Dia, dois projetos foram aprovados por unanimidade na Casa, o Projeto de Lei 31/2021 de autoria do vereador Alex Silva (PL) que institui em Imperatriz a Semana Municipal de Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio e a do vereador Rubinho Lima (PTB) que outorga o Título de Cidadã Imperatrizense à Terezinha de Jesus de Sousa Miranda Silva.

No uso da Tribuna, o Líder do Governo, vereador João Silva (MDB), pediu desculpas pelas palavras que proferiu aos colegas de quarta-feira, 13, e explicou que “ a fala foi motivada por um momento de emoção”.

“Uma ação gera sempre uma reação. Peço desculpas a quem se sentiu ofendido. Ontem era para ser discutido o parecer de uma Comissão. Os servidores da saúde presentes aqui ontem, agora estão com a palavra, pois o parecer foi rejeitado e o projeto segue para as outras comissões. Chegou a hora de participarem. Que sejam convocados os representantes dos sindicatos e que façam uma emenda, se assim for o entendimento, para que seja adequada a matéria de maneira positiva para os funcionários e a sociedade”, finalizou.

O vereador Fábio Hernandez (PP), presidente da CCJ, usou o momento para explicar o trabalho desenvolvido pela comissão e salientou a importância do diálogo entre os colegas, independente das opiniões divergente entre oposição e situação.

“Cabe à Comissão de Constituição e Justiça se manifestar sobre aspectos constitucionais legais e tem competência, em qualquer Câmara, seja ela municipal, estadual ou federal, de fazer audiências públicas para ampliar o debate”, explicou o vereador ao já anunciar que no próximo dia 21 fará outra Audiência Pública para debater sobre a Caema.

Lei Sancionada

Nas explicações pessoais, a vereadora Claudia Batista comunicou a sanção do projeto de lei de sua autoria e do vereador Wanderson Manchinha (PSB) feita pelo Prefeito Assis tornando obrigatória a distribuição gratuita de absorventes nas escolas públicas da cidade e que proporciona o acesso a produtos de higiene às estudantes.

“Um projeto debatido em âmbito nacional e que é importante para cuidar da saúde de várias mulheres e adolescentes que não têm condições de adquirir produtos de higiene devido a situação precária que vivem. Resolvemos duas situações importantes com essa Lei, a evasão escolar das adolescentes e a saúde delas, que com a ausência dos itens de higiene podem desenvolver sérias complicações. Estamos aqui construindo e deixando nossa história na Casa. Espero que no futuro, quando eu já não esteja mais aqui como vereadora, algumas adolescentes possam lembrar que passou uma mulher nessa Casa que trabalhou por levar dignidade para outras mulheres”, salientou a vereadora ao comunicar a nova Lei.

Homenagem aos Professores

Aprovada por unanimidade a Moção de Aplauso aos professores das escolas e universidades públicas e privadas de Imperatriz em homenagem ao Dia do Professor, comemorado todo dia 15 de outubro. A homenagem foi uma iniciativa da Comissão de Educação para destacar os docentes que foram demasiadamente afetados pelas mudanças provocadas pela pandemia da Covid-19.

“Esses profissionais trocaram os quadros pelas telas, o caderno pelos computadores, tablets, celulares e levaram as salas de aula para suas casas. Os professores foram afetados diretamente na forma de ensinar, e muitos tiveram que improvisar material eletrônico, muitas vezes tendo que arcar com os custos para desempenharem bem seu oficio de ensinar”, lembrou a presidente da comissão, vereador Cláudia Batista.

Mariana Carvalho reúne milhares de crianças em ação social realizada nas cidades de Imperatriz e Gonçalves Dias


A Coordenadora Nacional do Programa de Aquisição de Alimentos do Ministério da Cidadania, Mariana Carvalho, a convite de líderes políticos realizou uma grande ação social em comemoração aos Dia das Crianças em cidades do Maranhão. 


Em Gonçalves Dias, junto com líder político Felipe Gonçalves, Mariana Carvalho promoveu um dia de lazer para quase 2 mil crianças do município. O evento aconteceu no Parque Aquático JK, onde centenas de crianças tiveram a oportunidade de conhecer pela primeira vez o clube, além de promover muitas brincadeiras, diversão e um delicioso lanche. 


Já em Imperatriz, a ação aconteceu no Bairro Mutirão com líder comunitário Wanderson Veloso, que reuniu centenas de crianças carentes em um dia de lazer. Na oportunidade Mariana contemplou as crianças com distribuição de brinquedos, pipoca, algodão doce e muita brincadeira saudável em um dia muito especial para todas as crianças do bairro.




Senadora Eliziane quer participação das mulheres no relatório final da CPI e aprovação de auxílio financeiro a órfãos da Covid-19


O relatório oficial e final da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid deverá conter um capítulo para tratar sobre a participação de mulheres nas futuras comissões instaladas no Congresso Nacional. A proposta é de autoria da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA).

A senadora também propõe a inclusão de programas sociais no documento. Em reunião na última terça-feira (12), no G7 da CPI da Covid.

Segundo Eliziane, o objetivo da proposta é abordar duas perspectivas. A primeira trata da fatalidade de mortes por covid-19 nas mulheres brasileiras. No Congresso, a senadora espera que o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), busque aprovar um projeto de lei de sua autoria que cria um fundo de amparo para os órfãos da covid-19.

O projeto garante auxílio financeiro aos menores de 18 anos que tiveram um dos pais falecido em decorrência da pandemia e cuja família remanescente não tem condições de prover o sustento.

A parlamentar também visa garantir a participação feminina nas próximas comissões instaladas.

“Vamos dar uma contribuição importante para a CPI que é a designação de um relatório para contribuição das mulheres. Nós temos um problema sério, as mulheres no Brasil formam mais contaminadas pelo vírus, [embora a taxa de letalidade dos homens tenha sido maior]. Estamos fazendo um recorte sobre isso, inclusive de mães que deixaram filhos, fazendo uma avaliação das políticas do SUS em orientação a esse relatório. E também a contribuição que as mulheres deram dentro da CPI: a minha, [das senadoras] Simone Tebet, Leila Barros, Soraya Thronicke, Zenaide Maia. Todas nós encaminharemos um capítulo ao relator [da CPI, senador Renan Calheiros da contribuição das mulheres [na comissão]”, disse sobre relatório especial sobre a participação feminina nas sessões.

Um esboço do capítulo foi entregue à Calheiros no final da tarde desta quarta-feira (13). O relatório final deverá ser lido em sessão na próxima terça-feira (19) e votado no dia seguinte, 20 de outubro

Desde sua formação, as sabatinas foram conduzidas exclusivamente por homens. Isso ocorreu porque nenhuma senadora foi indicada à comissão pelos partidos. A participação só se deu após um acordo da bancada feminina com a Casa, que permitiu que uma representante do grupo acompanhasse a comissão fazendo perguntas aos depoentes.
 
Produzido por Dicamax Tecnologia e Comunicação | Portfólio | Serviços
Copyright © 2014. Blog do Jhivago Sales - Todos os Direitos Reservados
Entre em contato conosco para críticas e sugestões
Ficamos muito felizes com sua visita